QUEM GANHARÁ A PELEJA?


Chegou a tua oportunidade de vestires a pele de cavaleiro e derrotares o dragão, neste jogo de tabuleiro que é inspirado na lenda mais épica e ancestral da vila de Monção: “A Coca de Monção”.
Com 60 perguntas e respostas sobre a história de Monção, “Monção e o Dragão” é um jogo de família que proporciona excelentes momentos de diversão e sabedoria.
Reúne toda a família e põe à prova o conhecimento e a inteligência, pergunta a pergunta, em 5 categorias - História e Lendas, Património, Geografia e Natureza, Enogastronomia e Curiosidades - com 4 níveis de dificuldade – Capacete, Escudo, Lança e Espada.
Todos os jogadores começam nas mesmas condições, mas só um conseguirá derrotar o dragão.
Quem ganhará a batalha?

 




MANUAL DE INSTRUÇÕES

Lê atentamente as instruções deste manual, enquanto vais jogando.


OBJETIVO
Ser o primeiro jogador a cortar a orelha do dragão e, desta forma,
vencer a peleja mais épica e ancestral da vila de Monção.

PREPARAÇÃO
Depois de abrires a caixa do jogo, coloca o tabuleiro em cima de uma mesa plana. Tendo em conta a respetiva cor, as cartas devem ser colocadas nos diferentes níveis de dificuldade - Capacete, Escudo, Lança e Espada - formando, assim, quatro montes.

1) Pede a cada jogador que escolha um peão.
2) Cada jogador deve lançar o dado para decidir quem será o primeiro a jogar.
3) Os jogadores devem dispor-se ao redor do tabuleiro, de acordo com a pontuação obtida no dado e conforme o sentido dos ponteiros do relógio.


Tipo: Jogo de Tabuleiro  |  Nº de jogadores: 2 a 6    |  Tempo de jogo: Reduzido / médio

* 15 CARTAS - NÍVEL “CAPACETE”
15 CARTAS - NÍVEL “ESCUDO” 
15 CARTAS - NÍVEL “LANÇA”
15 CARTAS - NÍVEL “ESPADA”

Na tua vez de jogar, lança o dado e avança, com o peão, o número
de casas correspondente à pontuação obtida. 

COMO AVANÇAR NO TABULEIRO

Todos os jogadores partem do início e no mesmo sentido do tabuleiro. Uma vez lançado o dado, poderás cair nas seguintes casas:

CASA SIMPLES
Passa a vez ao jogador seguinte (situado à tua esquerda).

PERGUNTA
Se durante a partida caíres numa Casa Simples, ser-te-á feita uma pergunta, pelo jogador que se encontra a seguir a ti (situado à tua esquerda).

TÚNEL
Avança 7 casas.

BOCA
Recua 7 casas.

OLHO
Depois de fazer a pergunta, o leitor da carta oferece apenas duas opções de resposta, das quatro possíveis: a resposta certa e uma resposta errada.

CASA DAS 7 MARAVILHAS
Joga outra vez.

LANÇA
Escolhe o jogador que queres que fique uma vez sem jogar.

ORELHA
Parabéns! Acabaste de cortar a orelha do dragão e vencer a batalha.

1

O tabuleiro apresenta 4 áreas de jogo que diferem entre si pela cor.
À exceção da “Casa das 7 Maravilhas”, cada jogador só pode jogar uma vez.
Para a realização das perguntas, a escolha das cartas não é aleatória. Esta deve respeitar e ser feita, tendo em conta a área de jogo na qual o jogador se encontra posicionado.
As perguntas, opções de resposta e resposta certa estão no verso das cartas.
2

SE ACERTARES

Mesmo que respondas corretamente a uma pergunta, manténs a posição. À exceção da “Casa das 7 Maravilhas”, cada jogador só pode jogar uma vez. 
3

SE ERRARES 

Se errares a resposta, recuas até à casa em que estavas e passas a vez ao jogador seguinte (situado à tua esquerda). 
4

O VENCEDOR

Ganha a peleja o jogador que cortar primeiro a orelha do dragão.

 

LENDA  “A COCA DE MONÇÃO”

Era uma vez, um jovem moço de gentil disposição e de grandes forças, que nasceu de pais novos e ricos,
lá para os lados do oriente, e a quem deram o nome de Jorge.
Desde novo se dedicou às armas, tendo servido o imperador Diocleniano, no seu exército. O grande valor e coragem, que demonstrava nas batalhas, fizeram-no ser estimado por todos os companheiros, que o nomearam seu tribuno e mestre de campo. Mas o imperador que servia moveu uma impiedosa perseguição aos cristãos, o que levou o valente guerreiro a descobrir a força que levava aquela gente a preferir a morte a negar o seu Deus. Converteu-se a Cristo e jurou servir a sua vontade, dando proteção e auxílio aos que dele necessitavam.
Andava um dia S. Jorge, nas terras da Líbia, quando escutou um grito horrendo e desesperado. Acorreu o jovem guerreiro àquele apelo de ajuda. Quando chegou junto do local, de onde viera o grito, deparou-se com um terrível animal e uma jovem donzela. Era esse monstro, um enorme dragão que tentava devorar a jovem. S. Jorge não hesitou um segundo e, avançando de lança em punho, feriu de morte a fera assassina.
Perante tal ato de bravura, a jovem, que S. Jorge viria a saber tratar-se de uma princesa, filha do rei da Líbia, impressionada pela heroicidade do cavaleiro, descobre a fé do santo, vindo, também, a converter-se a Cristo. Muitos foram, ainda, os feitos de este santo guerreiro, desejoso de vencer o mal e fazer reinar o bem.
Por esta razão, o povo de Monção celebra a vitória de S. Jorge sobre a Coca, no dia da sua maior festa, a festa do Corpo de Deus. Assim, celebram a luta contra o mal e o triunfo do bem. 

Mobirise

ONDE ADQUIRIR?

Praça Deu-la-Deu
4950-452 Monção
+351 251 649 013
dec@cm-moncao.pt

Horário de Funcionamento
Segunda a sexta-feira:
09h30 – 13h00 | 14h00 -17h30

monção

  • Município de Monção 
  • Largo de Camões
  • 4950-440 Monção 
  • +351 251 649 000
  • gap@cm-moncao.pt 

  • Horário de Funcionamento 
  • Segunda a sexta-feira: 
  • 09h00 – 17h00

The website was built with Mobirise